#30 Aderir ao Julho Sem Plástico

#30 Aderir ao Julho Sem Plástico

Julho Sem Plástico (Plastic Free July, no original) é uma iniciativa da Plastic Free Foundation de escala global que faz 10 anos em 2020 e que tem como objectivo ajudar milhões de pessoas a adoptar pequenas acções diárias para evitar o consumo de plásticos, evitando assim o seu descarte em aterros e também o risco de poluir o meio ambiente. No ano passado, o desafio que começa todos os anos com o início do mês de Julho, estima uma redução do lixo doméstico e da reciclagem de cada participante numa média de 5%. Este ano, para comemorar os 10 anos da iniciativa, o objectivo é ainda mais ambicioso: evitar a utilização de 1 bilião de quilos de plástico a nível mundial.

A campanha Julho Sem Plástico convida todas as pessoas a fazer pequenas mudanças no seu dia a dia, que podem significar importantes impactos ao nível do consumo mundial de plástico e outros artigos descartáveis e, logo, da produção de lixo. Para isso, fornece recursos gratuitos a escolas, grupos comunitários e organizações locais para capacitar a mudança localmente. A campanha também apoia as empresas, incentivando-as a libertar-se do conceito de "fazer e deitar fora", promovendo assim uma economia circular que privilegia a reciclagem e a reutilização de materiais.

Há muitas formas de aderir ao Julho Sem Plástico e o site da organização dá-nos algumas ideias, adaptadas a muitos gostos e formas de funcionar: escolher um item descartável para deixar de usar; escolher um artigo por semana; ter um dia absolutamente sem plásticos; aderir ao movimento em casa ou apenas no trabalho. Possibilidades não faltam, porque o objectivo final do movimento é este: despertar a consciência de cada um para a importância de reduzir o consumo de plástico descartável e qualquer pequena acção nesse sentido é já uma vitória. 

 

Créditos da imagem: Plastic Free Foundation

***

Este artigo faz parte do desafio "52 ideias para fazer menos lixo/desperdiçar menos, mudar o mundo", que é isso mesmo, um desafio. E como este desafio há muitos. Não pretendemos estar a inventar nada, mas também não estamos a copiar ninguém. As ideias aqui sugeridas, e a sua apresentação em 52 semanas, pretendem, isso sim, ser apresentadas como algo acessível e passível de ser feito facilmente por todas as pessoas. Isto porque acreditamos que os caminhos longos, como este de ter uma vida mais sustentável, são mais difíceis de iniciar. Mas, como todos os caminhos, fazem-se com um passo de cada vez.